Porque meus filhos fazem leitura em voz alta.

Uma das atividades favoritas em nosso homeschool é a leitura em voz alta. Há 10 anos todos os dias nos reunimos junto aos livros. Nosso momento de leitura está no planejamento, e é fundamental para a alfabetização, para a formação do imaginário, enfim, é o carro chefe de nosso estilo de ensino.

Valorizo a importância de ouvirem a leitura e também de lerem para que eu os ouça. Todos os alfabetizados leem em voz alta em nosso clube do livro. Isabel, que tem 4 anos, está decifrando ainda a relação entre palavras e sons, então sua participação é como ouvinte, e fica ávida por partilhar suas opiniões sobre os livros. Já Cecília, 5 anos, lê livros de poucas frases em busca da fluência. Maria e Alice exercitam a pontuação, o ritmo, a pronúncia das palavras inéditas, partilham suas reflexões e dúvidas.

Fazemos depois de cada leiteira exercícios de narração. Uma criança conta sintetizando o que ouviu e suas impressões sobre a história. Das crianças mais velhas em alguns dias eu peço um resumo escrito, enquanto que para os pequenos estímulo que Desenhem a narrativa.

Esses são momentos simples e preciosos de aprendizado suave e contínuo que deixam sua marcas no enriquecimento do vocabulário das memórias. Essas lembranças de nossa família reunida já marcou corações de nossas crianças.

Porque começar o dia de estudos com uma Caminhada ao ar livre?

Em nosso homeschool as atividades físicas ao ar livre são prioridade. Desde 2016 temos nos inspirado em Charlotte Mason e procurado colher na simplicidade das impressões deles o material para analisar o nosso mundo natural. Nem todas as vezes que saímos despendemos um tempo longo para registrar o Diário da Natureza com desenhos e notas. Na maior parte dos dias buscamos apenas nos exercitar, brincar, e encontrar uma estado interior de tranquilidade que o silêncio e a beleza do ar livre nos ajudam a despertrar. Trata-se de um tempinho de crianças ocupadas e de um tempo de meditação para a mãe. Muitas vezes, encontrar um clima favorável ou tempo na agenda para sair de casa, sendo que a casa é uma fonte infinita de trabalho, é desafiador. Porém, a tranquilidade que ganhamos após uma caminha vale o esforço. Atualmente começamos nossos dias no parque. Ao voltar para casa mergulhamos nos estudos com mais serenidade e concentração.