Dicas para organizar a rotina infantil – parte 3

7Dentro de uma rotina homeschooler os hábitos básicos -sono, higiene, alimentação e ordem- são uma escola de amor ao próximo, de cidadania, e de habilidades que exigem o desenvolvimento de competências intelectuais, físicas e sociais.  Organizando com intencionalidade educativa esses aspectos da vida familiar a rotina fica simplificada e assegura-se um panorama muito rico para o desenvolvimento da criança na primeira infância. 

A importância do sono:

O sono é um elemento muito importante na rotina. Não teremos muito sucesso intelectual ou comportamental com uma criança cansada ou hiper estimulada pelo sono. É preciso dormir bem para se estar descansado, tranquilo e concentrado. Por isso é necessário ter um horário para o sono, e é fundamental descansar uma quantidade suficiente de horas. Catherine L´Ecuyer no livro Educar en el Asombro aponta o respeito pelo ritmo natural de aprendizado e de desenvolvimento infantil como o melhor estimulador para o cérebro. A neurocientista explica que existem inúmeros malefícios causados às criança que não dormem uma quantidade suficiente de horas, que são intensamente expostas a televisão e a excessos de estímulos. Ela observa que muitas famílias esperam que o filho acompanhe o ritmo de vida do adulto moderno e que essa é uma fonte de desrespeito com a biologia da criança. Portanto, educando em casa podemos facilmente adequar nossa rotina a um ritmo humanizado. É preciso que respeitemos nossos corpos em suas necessidades intrínsecas e em sua dignidade fundamental.

O que não fazer antes de dormir

A rotina de dormir é muito importante para se assegurar o bom andamento dos dias. Para a aquisição desse hábito é bom que o dia tenha ocorrido respeitando o organismo da criança para que ela tenha condições físicas de dormir. Para isso, podemos evitar alimentos estimulantes e aparelhos eletrônicos nas horas que antecedem o sono. A diminuição da quantidade de estímulos ajuda a acalmar o ambiente. Em se tratando de tecnologias podemos primar sempre pelo “meno é mais”.

O que é bom fazer antes de dormir

A hora de dormir tem o seu encadeamento facilitado quando existe uma sequência de ações que sejam previsíveis. A rotina é sempre benéfica. Pequenos rituais auxiliam a tranquilizar o momento para adormecer. Colocar o pijama, escovar os dentes, diminuir as luzes, ouvir uma história calma em tom de voz baixo, orações, música tranquila ou silêncio. Fazer sempre as mesmas coisas na mesma sequência facilita o processo.


Se meu filho tem medo?

É interessante lembrar que as crianças não percebem o mundo do mesmo modo que nós. Coisas banais podem verdadeiramente ter um aspecto assustador para elas. É importante que aprendamos a ouvir e respeitar os anseios de nossos filhos. Medo do escuro? Podemos ter uma luz fraquinha ligada na tomada. Medo de ficar sozinho? Porque não considerar a hipótese de ficar um pouco no quarto. A ansiedade dificulta muito a chegada do sono, por isso gritos, ameaças ou “deixar que chore” podem atrapalhar o processo não apenas em um dia, mas criar o hábito da ansiedade na hora de dormir. Pode parecer que nunca dormiremos uma noite completa novamente. Mas quanto tempo dura a primeira infância de nossos filhos? Um pouco de paciência na hora de implementar uma rotina de dormir pode fazer uma grande diferença no andamento dos seus dias e na vida de seu filho.

Aprender a controlar a si mesmo

Para pegar no sono é preciso aprender a se acalmar, relaxar e se deixar adormecer. É comum ouvirmos as mães dizerem ” vou fazer meu filho dormir”. Porém, adormecer é um processo que acontece na criança. Portanto o adulto não faz a criança dormir, mas pode promover a diminuição da ansiedade e o relaxamento necessário para a chegada do sono. Mais do que isso, precisamos ensinar nossos filhos a fazerem esse processo sozinhos. Existem modos mais agressivos e mais brandos de se fazer isso – a quantidade de livros escritos sobre esse assunto nos permite perceber que essa é uma questão que tira o sono dos pais.

É fato que precisamos ensinar o domínio próprio para nossos filhos. Mas muito antes de serem capazes de dominarem a si mesmos eles precisam ser brandamente conduzidos pelos adultos que os amam. Nesse sentido, um relacionamento baseado na confiança de que se a mãe diz que estará ali do lado ela certamente estará, e num treinamento constante de obediência, favorece que a criança aceite as sugestões de como dominar o próprio corpo para alçar a tranquilidade necessária para relaxar e adormecer. Se meu filho aceitar ficar quieto na cama provavelmente adormecerá.

Doar a si mesmo

É muito irritante para a família que tem uma rotina agitada se debater com a criança que não dorme e que com isso rouba horas preciosas do sono dos pais. O fato de não dormir é uma forma de comunicação. A criança quer estar com a mãe e com o pai. De tudo o que podemos dar aos nossos filhos dar a nós mesmos é o melhor dos presentes. Se nossos filhos estão demandando muito de nós na hora de dormir talvez devamos nos perguntar se estão ganhando nossa atenção em quantidade suficiente ao longo do dia, se nosso estilo de vida respeita as necessidades da infância, e, principalmente, se uma atenção branda e amorosa nesse momento não é um bom modo de cultivar o vínculo mais importante na infância que é com os pais.

Um comentário em “Dicas para organizar a rotina infantil – parte 3

Deixe uma resposta