Pais educadores para a superação do “jeitinho brasileiro” na educação

Todos lamentamos o estado em que se encontra a Educação no Brasil. Quando avaliamos as instituições – principalmente aquelas relacionadas ao ensino – nos deparamos com o fracasso por todos os lados. Porém, algumas vezes quando é lançado o tema “homeschooling” na discussão vemos aflorar no interlocutor o que costumo chamar de “o complexo de malandrão” do brasileiro. Percebo que embora as pessoas digam que nossas instituições são ruins, na realidade elas acreditam no teatro que é o sistema de educação, e pensam que conseguiram de alguma forma sobreviver à escola sem ter aprendido nada, ou aprendido muito pouco, por pura malandragem. Dessa forma, não creditamos nossas vitórias pessoais aos nossos esforços, mas a um dos nossos mais graves defeitos como sociedade: a malandragem.
Concordar que o jeitinho brasileiro não é algo de que se deva orgulhar parece ser incompatível com o espírito nacional. É preciso que se aceite que não somos particularmente espertos por termos conseguido burlar o sistema de ensino e sobreviver a escola sem estudar, mas que o sistema de ensino brasileiro é um fracasso e a regra é passar por ele sem aprender.
Fico perplexa quando um adulto com formação superior me procura argumentando que não aprendeu matérias significativas na escola e que por isso se sentiria incapaz de ensinar aos filhos. Se a escola não foi capaz de ensinar para você, por que acredita que seria capaz de ensinar ao seu filho? Se o conteúdo é pensado para uma criança pequena, por que uma mãe ou pai adulto não conseguiriam aprender? Calma meus amigos, não estamos ensinando mecânica aeronáutica ou neurocirurgia, estamos ensinando o bê-a-bá e os rudimentos da matemática.
Enquanto não assumirmos que não somos espertos, mas sim vítimas de um sistema que apresenta problemas estruturais gravíssimos, não conseguiremos mudar nem os problemas de nossas instituições, nem vencer verdadeiramente nossas limitações particulares. Você não foi “o rei da malandragem” que enganou todos os professores. Foi apenas mais uma pessoa formatada num esquema de enganações no qual ninguém aprende a cumprir com diligência o seu papel, mas aprende a se adequar ao teatro que são nossas instituições. O sistema de ensino é uma fábrica de pessoas levemente torcidas moralmente que na vida adulta quando tem sorte precisam sofrer para perder o mau hábito e finalmente começar a fazer objetivamente algo produtivo sem tentar enganar ninguém.
O Homeschooling não é compatível com malandragem. Aqui só encerramos o assunto quando foi completamente aprendido. A experiência dos outros países com o método confirma que é perfeitamente possível e acessível a qualquer um aprender os conteúdos que todos deveríamos ter aprendido na escola. É perfeitamente possível ensinar nossos filhos a estudarem sozinhos. Se você não sabe algo, há uma solução simples: aprender. Há ainda alguns casos em que algum assunto em especial é particularmente difícil para um pai ou para uma mãe. Para isso sempre há a possibilidade de se buscar um professor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s