Estou educando meus filhos para ganhar o mundo inteiro e perder a alma?

Quando olhamos o panorama das ideias sobre educação percebemos que tudo o que se propõe parte de algum entendimento sobre o que é o ser humano e qual o seu papel no mundo. Os pais, por sua vez, quando vão em busca de instrução para seus filhos muitas vezes estão preocupados com uma formação utilitarista que vise a formação profissional e a inserção na sociedade, e, por isso, muitas vezes não compreendem que a visão de mundo e de ser humano que muitas instituições têm pode ser incompatível com suas filosofias pessoais de vida. Não podemos cair nesse erro. De que adiantaria para nossos filhos ganhar o mundo inteiro e perder a alma?
Independentemente da linha pedagógica que se tenha comprado nas prateleiras do supermercado das tendências de formar ou reformular o ser humano, acredito que todos os pais pretendem educar um homem feliz. Mas, acredito que todas as pessoas razoáveis sabem que não existe vida cor de rosa. Nossos filhos precisarão passar por dificuldades, por problemas e por sofrimentos. Essas situações adversas são importantes para fortalecer a personalidade, então tomara que passem por contrariedade, pois o resultado de todos os esforços paternos de “poupar os filhos de passarem por tudo o que eu passei” invariavelmente é filhos adultos frágeis ou egoístas. Tudo o que passamos de dificuldade na vida é ocasião para que desenvolvamos o melhor de nos mesmos. Quando penso num plano educativo para minha família preciso pensar em que tipo de valores humanos estou transmitindo com minhas ações? Quais características estou permitindo que meus filhos desenvolvam com isso? Quais traços de caráter eu pretendo estimular que desenvolvam? Seria a sinceridade? Seria a bondade? Seria a generosidade? Que situações estou propondo para que meu filho possa exercitar essas qualidades e assim se tornar um ser humano melhor.
É fundamental que nossos filhos desenvolvam a coragem para enfrentar a vida e a sinceridade para buscar a verdade. Uma vez que quem busca a verdade busca Deus, o objetivo principal da educação deve ser instalar a criança na realidade com um senso de honestidade intelectual estimulando o amor pelo bem, pelo belo, pela verdade. Mas, como é muito fácil para o ser humano ser vítima das mentiras que conta para si mesmo criando raciocínios complicadíssimos para fugir da própria intuição, devemos ensinar nossos filhos a lutarem consigo próprios para que conquistem virtudes. Seja deixando que se confrontem com os próprios problemas, seja apontando amorosamente a verdade sobre si mesmo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s